Profissões de Destaque - Chefe de Cozinha


Por Babi Cantuária

Devido à carência de profissionais que atuam na área da cozinha, a profissão de Cozinheiro foi escolhida para ser explicada nessa semana. O profissional é responsável em organizar e distribuir as funções dentro da cozinha, coordenando e determinando as tarefas de todos os integrantes de sua equipe, fazendo a supervisão dos produtos, elaborando o cardápio, zelando pela qualidade dos pratos e orquestrando um serviço harmonizado com o salão.

Qualificação profissional
É importante que o Cozinheiro faça um curso de capacitação, que possa facilitar sua inserção no mercado de trabalho, pois o profissional vai ter uma base teórica e saber a linguagem técnica dos alimentos. Visando que o mercado exige uma qualificação, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) do Amapá oferta o curso de Cozinheiro, com duração de 10 meses. Os alunos aprendem a parte de ética, qualidade de prestação de serviços, relações interpessoais, história da gastronomia, matemática instrumental para saber elaborar menus e cardápios, estrutura e funcionamento da cozinha comercial, e os tipos de restaurantes.

O profissional da área organiza e
distribui as funções dentro da cozinha
Segundo informações do Instrutor na área de gastronomia do SENAC, Antônio Moia, o programa de ensino é dividido nos seguintes módulos: Cozinha Fria, em que aprendem sobre molhos frios, montar salada, limpeza e corte de legumes e carnes, o processo de armazenamento; Cozinha Quente, onde os alunos vêm as bases e passam a preparar os molhos básicos e fazer seus derivados; e o curso finaliza com a área de Confeitaria, no qual os estudantes fazem biscoitos, bolos, salgados, glacês, pasta americana, folhados, pão-de-ló, musses e cremes.

As aulas teóricas são exercidas juntamente com a prática, assim, os discentes passam a elaborar todo o processo aprendido em sala de aula. "Quando eu peço ¾ da receita, eles vão fazer toda a divisão dessa receita. Os alunos conhecem os utensílios e estrutura da cozinha, aprendem a manusear os equipamentos que são fundamentais para o profissional", explicou o professor.

Nas avaliações, os alunos precisam montar os pratos sozinhos. O estágio é realizado durante 40 horas nos restaurantes parceiros do SENAC, porque, de acordo com Antônio, isso facilita o caminho para o mercado de trabalho. Como o estudante adquire conhecimento sobre um pouco de tudo, geralmente ele termina o curso com um direcionamento, já pensando em qual será o seu local trabalho. "O que você aprende aqui pode aplicar em qualquer lugar", finalizou o instrutor.

Mercado de Trabalho
No site do SENAC de São Paulo consta que o mercado para Cozinheiro tem perspectiva promissora no Brasil, com tendência de crescimento acelerado para os próximos anos. Ao mesmo tempo, sente falta de mão de obra qualificada, em razão do crescimento já registrado nos últimos anos. Segundo a Revista Época, o salário inicial de um Cozinheiro gira em torno de R$ 700 à R$ 900, mas para quem deseja ser Chefe de Cozinha e se esforçar para isso, o profissional pode ganhar até R$ 9 mil por mês.

Cozinha onde são realizadas as aulas práticas do SENAC
Um Chefe de Cozinha precisa ser criativo para poder desenvolver receitas  ou dar leituras originais a pratos já consagrados. Também deve saber liderar e formar equipes e ser um bom organizador. Além disso, é fundamental que saiba transmitir seus conhecimentos, formar novos profissionais, ser mestre, ter discípulos. É na mistura dessas características que cada um mostra o seu talento e a  sua personalidade.

O Chefe de cozinha Antônio, que se diz apaixonado e orgulhoso de seu ofício, recomenda aos seus alunos para empregarem todo o talento para transformar comida em arte. Cada um com seu espaço, seu mercado, sua personalidade, seu carisma. O trabalho deve ser realizado em conjunto, com cada um fazendo a sua parte, participando de um processo muito importante, que é a construção de uma culinária de cultura brasileira. Cada um deve contribuir com seus conhecimentos técnicos, para o aumento do grau de profissionalismo desse mercado e abrir espaço para que outros ingressem nesse mundo rico e fascinante da cozinha.



Adilene da Penha (aluna do curso de Cozinheiro do SENAC)
“Está sendo muito bom estudar no SENAC, porque a gente aprende a maneira correta para trabalhar dentro da cozinha, a estrutura e organização. Eu já trabalho em cozinha, mas não sabia que precisa ter uma postura, corte, manejo, manipulação de alimento e trabalhar em equipe.

Por necessidade, eu conhecei a trabalhar lavando louça de um restaurante, como a Chefe de Cozinha do local adoeceu, eu passei a ajudar e desde então, comecei a aprender a fazer comida e gostar disso. Eu vi que me identifico, pois tenho um paladar aguçado.

Atualmente eu trabalho em cozinha chinesa, eu faço os pratos quentes, preparo yakissoba e pratos adocicados. A gente trabalha com peixe, frango e carne.

Um salário melhor exige diploma  para provar que você é cozinheiro, por isso que muita gente vem em busca desse conhecimento. Se você se aprimorar, com certeza vai ganhar bem. Eu indico o curso para quem gosta de cozinhar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...