Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

CAPA PRINCIPAL

Imagem

EDITORIAL

Imagem
Depois da tempestade
Definitivamente o Amapá passou por seus piores quatro anos recentemente. Tentou-se de todas as formas implantar por aqui uma republiqueta pseudo socialista bem aos moldes castristas e chavistas, claro que não deu certo a não ser no pensamento tacanho do então gestor. Assim como Fidel, ele tentou governar para o próprio umbigo e esqueceu de um detalhe mais do que importante, o diálogo. E para que haja a execução de tal palavra é necessário ouvir para depois falar e vice e versa. Ao contrário, as coisas foram feitas em monólogo, de cima para baixo. Havia apenas um pensamento correto e único, o dele e pronto. Não precisa dizer que o fracasso foi completo. Um destes setores a naufragar foi a segurança pública, que amargou o aumento desenfreado da criminalidade e colocou o Amapá em relatórios nacionais e internacionais como um dos Estados mais violentos. Sem planejamento, o Amapá navegava à deriva tendo em seu timão um marinheiro de primeira viagem vaidoso o suficiente …

ANÁLISE

A PEC da Bengala ou dos poderosos?

            O Projeto de Emenda Constitucional – PEC 457, que ficou conhecida de forma pejorativa como “A PEC da Bengala”, tramita na Câmara desde o ano de 2005. Já foi aprovada na Câmara e no Senado pelos membros de uma e outra Casa. No Senado, depois de cinco anos, sofreu modificações e foi devolvida à Câmara em 2009, onde aguarda pauta para ser finalmente votada. Esta PEC altera a idade da aposentadoria compulsória de 70 para 75 anos no serviço público, o que inclui os ministros dos tribunais superiores do Brasil.             Segundo muitos juristas, para que se faça uma emenda constitucional com esta amplitude seria necessário um amplo debate no plano do serviço público em todo o Brasil. Foi o que não se viu no país. É evidente que devemos fazer alterações legislativas visando a economicidade da máquina pública, cada vez mais inchada.             Outra questão que vem a insurgir na discussão é a expectativa de vida do brasileiro que de 2012 para 2…

GARRAS DO FELINO

Imagem
Nas garras do felino Sem simancol A deputada federal Janete Capiberibe (PSB) que cumpre mandato pessoal, pois não se integra à bancada nas coisas que interessam ao Amapá, teve a coragem de tecer críticas ao governo que começou há dois meses. Logo foi repreendida pelo deputado mais votado, Roberto Góes (PDT). Com veemência, diga-se. Sem Simancol II É impressionante a cara de pau de Camilo Capiberibe. Destruiu o Amapá com uma administração desastrosa e tem a coragem de ir para o Twiter dizer: “arregacem as mangas e trabalhem, parem de reclamar”. Ele está no Canadá ou no Chile? Pois os resultados da Saúde, Educação e Segurança são extremamente positivos. Isso levando em consideração a desarrumação que protagonizou nesses setores. Dívidas, sucateamento das máquinas e muitos contratos fraudulentos. Sem Simancol III Adivinhem quem já ensaia candidatura para prefeito de Macapá? Camilo Capiberibe. É...acreditem! Pode Freud! Baixinho Macho Roberto Góes deu o tom de sua presença na Câmara Federal com r…

POLITICA LOCAL

Imagem
Barreira sanitária Defesa Civil “isola” Oiapoque para evitar proliferação da chikungunya



 Da Redação
Com a confirmação de 1.953 casos de chikungunya nos últimos cinco meses no Amapá, a Defesa Civil vai intensificar os bloqueios na saída do município de Oiapoque, onde foi registrada a maioria dos casos, e fiscalizar com mais rigor os veículos e pessoas que seguirem viagem com destino a outras cidades do Estado, principalmente em direção à capital, onde há a maior concentração populacional. O objetivo é conter o índice de infecção e controlar a infestação. De acordo com o boletim da Vigilância em Saúde, além do numero de casos confirmados, foram notificados 2.098 casos da doença, 142 descartados e 3 continuam sob suspeita em Oiapoque. Os dados são referentes ao período de setembro de 2014 (quando foi registrado o primeiro caso no estado) até 23 de fevereiro. Segundo o secretário executivo da Defesa Civil, tenente-coronel Janary Picanço, além dos bloqueios, outras medidas serão tomadas, como …

ESPECIAL

BR-156

Imagem
BR-156 GEA mobiliza frentes de trabalho para solucionar atoleiros na rodovia
As equipes de trabalho estão posicionadas nos pontos mais críticos da rodovia.

Da Editoria
Os atoleiros na BR 156 são um perigo para os passageiros e um teste de força e habilidade para os motoristas que trafegam na rodovia federal que liga o sul ao norte do estado (Laranjal do Jari ao Oiapoque) são 100 quilômetros de estrada que não receberam a camada asfáltica e tem que receber manutenção constante durante o verão para que o problema seja amenizado durante o período invernoso onde as consequências são trágicas para os morados dos municípios que depende do acesso pela rodovia e ficam isolados, trazendo transtorno para a vida desses cidadãos. 

Devido a não conservação da BR-156 em 2013, o que ocasionou um atoleiro em vários trechos em 2014 a situação dos atoleiros atingiram seu ápice, com a inviabilidade do trafego de carros de grande porte, precisam ser rebocados para que a viagem prossiga caso dos carros-tanques…

Volta às aulas

Imagem
Volta às aulas
Abusos nos preços do material escolar intensifica fiscalização do PROCON




Disparidades entre produtos escolares e abusos nos preços marcam de maneira negativa volta ás aulas em Macapá – o Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (PROCON) faz sua parte.

Keullyr Barbosa


Na volta às aulas há sempre uma mobilização grande nas famílias brasileiras, principalmente por se tratar de algumas palavras-chave, pesquisa e economia na aquisição do material escolar. Não é diferente aqui no extremo norte do país. Os amapaenses também fazem seus malabarismos para economizar na hora de comprar. É perceptível nesse período que boa parte do comércio abusa no aumento dos preços dessa linha de produto. Os consumidores então precisam ser protegidos, e o Estado é quem tem essa prerrogativa.

Em uma cultura econômica de dependência do serviço público e da área de livre comércio, muitos comerciantes tentam tirar vantagem expondo preços exorbitantes. O órgão competente por fiscalizar esses desmandos a…

CAPA DO SEGUNDO CADERNO 444

Imagem

JUSTIÇA É NOTICIA

Imagem
EJAP abre calendário de cursos para 2015
A Escola Judicial do Amapá (EJAP) realizará no período de 26 a 28 de fevereiro, o curso sobre o “Direito Notarial e Registral: Enfoque na investigação dominial dos títulos translativos de propriedade ou de seus registros”, voltado para magistrados de 1º e 2º graus da Justiça do Amapá.

Segundo o diretor da Escola Judicial do Amapá, desembargador Gilberto Pinheiro, o importante curso que abre o calendário 2015 da EJAP, tem como escopo máximo ampliar o conhecimento dos Magistrados do Estado do Amapá sobre a Legislação Notarial e Registral e Fundiária brasileira, além de difundir aspectos práticos utilizados no processo de investigação dominial de imóveis rurais. “Nesse aspecto, o presente curso se justifica como uma oportunidade de ampliação do conhecimento dos magistrados sobre a legislação regente da matéria, bem como de alguns aspectos práticos utilizados na investigação dominial, que, com certeza, contribuirão para uma segura atuação judicante ta…

A NOVA GERAÇÃO Rodolfo Juarez

A NOVA GERAÇÃO Rodolfo Juarez Na opinião do desembargador Luiz Carlos que recentemente foi aposentado compulsoriamente, tem uma tese de que a sua geração, que também é a minha, cumpriu o seu papel quando tiveram que gerenciar os interesses do Amapá. Uma tese que não é solta e está sustentada em evidências que podem ser marcadas fisicamente e, também, intelectualmente. Os compromissos daqueles que tiveram nas mãos decisões importantes sobre o Amapá era evidente, com cada qual se completando, mesmo considerando as poucas exceções para que a regra se apresentasse dominante, altaneira e com a preocupação de dar ao “amanhã” condições melhores do que “aquelas que tinham hoje”. Foi assim que se dotou o Amapá da infraestrutura necessária para receber o Estado, com a construção dos prédios que iriam abrigar os poderes e se treinou o pessoal para desenvolver os planos, programas e projetos que seriam exigência para que não houvesse retrocesso ou arrependimento da população, grande foco dos gestores …

José Alberto Tostes

Imagem
Ponte binacional e os milhões por nada Autor: José Alberto Tostes
Este título é parte de uma reportagem de um jornal da Guiana Francesa sobre a inercia da construção da ponte binacional efetivada no ano de 2011. A reportagem destaca o descaso brasileiro sobre a situação e a considerável perda para o lado francês com um investimento tão elevado. Entre tantos desencontros e informações duvidosas sobre a ponte, fica claro o desleixo com que este investimento e as expectativas frustrantes geradas para ambos os lados.

              Mas, quais as causas para múltiplos entraves em relação a liberação da ponte entre o Amapá e a Guiana Francesa?  De acordo com a reportagem do jornal francês guianense, enquanto a França fez o dever de casa, o Brasil não cumpriu em nada o acordo dos investimentos em tempo hábil. Do lado brasileiro, há uma sucessão de equívocos, considerados como incompetência assim destacadas: erros de projetos, falta de recursos para serem alocados, atraso nas obras existentes, in…

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

Imagem
INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

Judiciário realiza palestra para bolsistas sobre a importância do estágio na formação profissional O Departamento de Gestão de Pessoas do Tribunal de Justiça do Amapá realizou um encontro com os bolsistas do Tribunal, Fórum de Macapá e Santana, com o objetivo de mostrar a importância do estágio e as perspectivas para o futuro dos jovens.
O encontro com os bolsistas foi o primeiro realizado no ano de 2015 e faz parte de um ciclo de palestras em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE). Segundo a Diretora do Departamento de Gestão de Pessoas, Rosilene Campos, as palestras ajudam no desenvolvimento dos bolsistas e auxiliam para que eles possam obter bons conhecimentos para o resto da vida. “As palestras servem para prepará-los para esse momento em que estão aqui e já pensando também no futuro. O encontro mostra como eles são essenciais para o Tribunal e como serão importantes para o mercado de trabalho”, explicou a diretora. O Supervisor do CIEE do Ama…

ABASTECIMENTO DA SEMANA SANTA

Imagem
Abastecimento da Semana Santa
Preço de pescado pode subir na capital
O amapaense começou a sentir a falta e o preço inflacionado do peixe, mas a PESCAP deve garantir 100 toneladas de pescado com preços acessíveis para o consumidor
Reinaldo Coelho

Com a valorização do dólar, alta do combustível e inflação em patamar alto, a expectativa é que o preço do peixe sofra reajuste de até 15% para o período da Semana Santa em Macapá, quando a demanda cresce, segundo os empreendedores da área, pois eles não podem absorver os últimos aumentos e deverão repassar os custos para os consumidores caso comprem o pescado mais caro. Depois do Carnaval, muitos amapaenses voltam suas atenções para o início da Quaresma, que é o período de quarenta dias que antecedem a Páscoa, (de 30 de março a 04 de abril) a principal celebração da Igreja Católica. Nesta época, um hábito muito comum dos adeptos é comer peixe, que faz parte da tradição e da vocação cristã. O costume é ligado a uma forma de praticar o jejum e a ab…