Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

48ª Expofeira\

Imagem
Adriana Souza é eleita Rainha da 48ª Expofeira do Amapá

Muita criatividade e emoção durante o desfile das candidatas a Rainha da 48ª Expofeira Agropecuária do Estado do Amapá, realizado na noite deste sábado, 22, no palco da Praça da Rainha, no Parque de Exposições da Fazendinha. Onze candidatas disputaram o título deste ano. A vencedora foi Adriana Souza, que representou a Companhia Docas de Santana. Ela obteve a maior pontuação nos quesitos beleza, simpatia, traje, coreografia e originalidade, e levou, além da faixa de Rainha 2011, o valor de R$ 5 mil. O título de 1ª Princesa e Miss Simpatia foi para Adriene Kelly, que representou a empresa Amapá Telhas e recebeu R$ 3 mil. Já a 2ª Princesa foi Sebastiana Campos, que representou a Secretaria de Estado da Educação e levou o prêmio de R$ 2 mil. Na ocasião, foram escolhidos ainda como melhor coreógrafo Márcio Santos e melhor estilista Jaíra Mayara, cada um recebeu o valor de R$ 1 mil. A torcida mais organizada e animada foi da candidata Ama…

Soltando o verbo - Renivaldo Costa

Imagem
FRASE DA SEMANA Rubem Alves, certa vez, citou Nietzsche. 
Ele dizia que quando se vai casar a única pergunta importante a se fazer é "terei prazer em conversar com essa pessoa quando eu for velho?" Sobre as decisões que tomei e tomarei...
Quando olho para minha vida, fico maravilhado por notar que não foram as grandes decisões que causaram mais impacto no seu curso. Foram as pequenas, as que pareciam irrelevantes. Pense nisso . Pense nos acontecimentos repentinos que afetaram sua vida.

Na maioria das vezes, não foi apenas uma questão de segundos, de escolher entre ir para um lado ou para o outro?

Não foram as pequenas decisões que fizeram você atravessar a rua ou aquela outra e, assim , se afastar ou se aproximar do perigo?

Estas são as coisas que nos pegam no final.

Com quem você se casa, a profissão que escolhe, como foi sua criação - sim, esta é a imagem geral.

Mas como dizem, "casamento e mortalha no céu se talha"

O Varal Quando eu morava sozinho, quando vinha um ven…

De tudo um pouco

O VALOR DO VOLUNTARIADO.
Trago a baila assunto que é pouco divulgado até por quem tem o dever de fazê-lo – os Clubes de Serviço Voluntário, tipo LIONS e ROTARY. São Associações que congregam homens e mulheres das mais variadas atividades profissionais sobejamente conhecidas mundo afora, São, portanto, de caráter internacional, mas com objetivos comuns de “ prestar serviços voluntários às comunidades carentes, onde quer que elas estejam localizadas. No Estado do Amapá, especificamente em Macapá, temos três Clubes de LIONS e de ROTARY ( não sei precisar quantos ). Para que as ações humanitárias e comunitárias dessas Associações ( este é o termo correto ) sejam concretizadas é necessário que estejam presentes a peça mais importante dessa engrenagem que é o Associado ou pessoas que, não pertencendo ao quadro efetivo de Associados, fazem parte de um quadro de VOLUNTÁRIOS NÃO ASSOCIADOS, mas que emprestam seu tempo, capacidade profissional e participação efetiva nas ações desenvolvidas por es…

Sobrevivente - Benedito Batista dos Santos

Imagem
“Tudo que eu tenho foi a educação que me deu” - Benedito Batista dos Santos
Abinoan Santiago Da Reportagem/Estagiário
Essa semana a editoria “Sobrevivente” entrevistou um senhor que atende pelo apelido de “Carrapeta”, que foi professor e diretor de escolas públicas e ainda se aventurou nos gramados como jogar de futebol, e anos mais tarde fora das quatro linhas exerceu a função de juiz de futebol, dentre outros esportes. Escrevemos sobre Benedito Batista dos Santos, o famoso Carrapeta, nascido no dia 02 de Março de 1944 no município paraense de Cametá. Casado há mais de 40 anos com a também professora aposentada Edite Vieira dos Santos. Casal que gerou 6 filhos e 3 netos. Juventude em Macapá Carrapeta é filho do casal João Batista dos Santos e Tereza de Jesus dos Santos, ambos servidores públicos e, como na cidade de Cametá não havia condições de estudar, seu João Batista se mudou para Macapá em buscas de novas oportunidades para melhorar a sua vida e de seus filhos. A família chegou à c…

CULTURA

Imagem
Exposição Itinerante A carta da terra e o potencial humano De 14 a 24 de outubro no auditório do monumento Marco Zero, a exposição mostra aos visitantes a atual condição da preservação do planeta, e oferece soluções para o problema através da conscientização ambiental John Pacheco Da Reportagem/Estagiário
A exposição itinerante “A carta da terra e o potencial humano” é feita através de painéis que mostram a situação do meio ambiente no mundo, com fotos que retratam a pobreza em países do terceiro mundo e também a questão da poluição dos recursos naturais nos países desenvolvidos, e como é possível reverter esse quadro através da educação ambiental. Na região Norte a exposição já passou por Manaus, e está em Macapá, em seguida seguirá para Belém (PA). A mostra foi criada pela ONG internacional SGI – Soka Gakkai Internacional e pela Iniciativa da Carta da Terra da Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo Marcelo Uchoa, coordenador local da exposição, é satisfatória a presença de público …

Antenados

Imagem
O flagelo do vestibular De Luis Fernando Veríssimo
Não tenho curso superior. O que eu sei foi a vida que me ensinou e, como eu não prestava atenção e faltava muito, aprendi pouco. Sei o essencial, que é amarrar sapatos, algumas tabuadas e como distinguir um bom Beaujolais pelo rótulo. E tenho um certo jeito ─ como comprova este exemplo ─ para usar frases entre travessões, o que me garante o sustento. No caso de alguma dúvida maior, recorro ao bom senso. Que sempre me responde da mesma maneira: ─ Olha na enciclopédia, pô. Este naco de autobiografia á apenas para dizer que nunca tive que passar pelo martírio do vestibular. É uma experiência que jamais vou ter, como a dor do parto. Mas isso não impede que todos os anos eu sofra com o padecimento de amigos que se submetem à terrível prova, ou até de estranhos que vejo pelos jornais chegando um minuto atrasados, tendo insolações e tonturas, roendo metade do lápis durante o exame e, no fim, olhando para o infinito com aquele ar de sobrevivente …
Professor: Vanguarda de todos os tempos Ana Alves de Oliveira
É estimável a presença de lembranças como exercício mental das fases importantes vividas no passado da vida da gente. É gratificante nos transportarmos para determinados aspectos reerguendo a grandeza do trabalho realizado em benefício da educação amapaense. Nos primórdios do tempo de trabalho pela educação desta terra, com os meios existentes na época, transformando a metodologia do ensino em poema, para desvendar a mística dos caminhos que conduziam ao analfabetismo, como peça principal para o trabalho educativo ser realizado, ensejando ações que promoviam o interesse para abrir as veredas do conhecimento, elevando-o como objetivo principal para instruir as crianças e jovens da época, numa sintonia poética criada como verdadeira atividade cultural, numa prática do bem social. Coroando o trabalho em exercício, reinava entre os professores, o idealismo pujante para determinar a realização de seus sonhos, conquistando o aproveit…
Mais além do que vemos no cinema  Aline Colares Recentemente, assisti a um filme que me permito compartilhar com vocês, meus leitores. Chama-se “Crash - No limite”, é um filme estadunidense, do gênero drama, dirigido por Paul Haggis. Em 2005, foi lançado internacionalmente e posteriormente indicado a muitas premiações.
Através de uma abordagem cinematográfica, este filmetraz uma seqüência de imagens que possam buscar uma leitura da realidade. É apresentado um conjunto de histórias que à primeira instância parecem não ter relação alguma, mas com o desenvolver do filme, os personagens e suas histórias se cruzam e a partir daí extraímos lições às nossas vidas. Em suma, o filme trata de preconceitos em vários segmentos e sobre tensões raciais e sociais em Los Angeles. Entretanto, se fôssemos abranger um pouco mais os temas retratados, nós observaríamos, por exemplo, o individualismo, a auto-suficiência, a complexidade do ser humano, migração, os estereótipos de mulçumanos e latinos e toda a …
Boa alimentação x trabalho

Aprenda a conciliar os dois itens para melhorar sua qualidade de vida e não prejudicar seu desempenho profissional.
Horários apertados, rotinas desgastantes, falta de tempo para comer. É nesse contexto em que não há um horário fixo para exercer as funções que um hábito prejudicial à saúde e à vitalidade do profissional já se tornou corriqueiro. Pular refeições ou substituí-las por fast-foods, em alguns casos, mata a fome, mas não proporciona os nutrientes necessários. Então, uma dúvida freqüente daqueles que querem se alimentar corretamente é: Como conciliar boa alimentação, tempo e trabalho na rotina empresarial? Para explicar como adequar o hábito de se alimentar corretamente num curto espaço de tempo dentro da rotina empresarial, o profissional deve reivindicar horários de alimentação como faz com salários e carga horária. De uma maneira geral, as pessoas não reclamam das reuniões marcadas para o horário de almoço e isso impossibilita não somente um dia de b…

Cotidiano

Imagem
Mudança de hábito Macapaense muda estilo do café da manhã Abinoan Santiago Da Reportagem/Estagiário



Com o crescimento da capital amapaense e como imigração de alguns brasileiros de outros cantos do país foi muito forte, conseqüentemente o amapaense adquiriu alguns costumes dos centros urbanos mais desenvolvidos como o de tomar o seu café da manhã fora de casa, ou seja, na padaria. Pois tomar o café da manhã em casa, mesmo que ainda atrasado par ao trabalho era obrigação desde da época colonial e acabou virando tradição.
O setor de panificação do Amapá é composto por cerca de 440 empresas, sendo considerado um dos segmentos mais relevantes para a economia do Estado em razão da movimentação econômica e da geração de renda e postos de trabalho. E de alguns anos pra cá esse setor tem investido no cliente, como explica Alice Caxias, proprietária de uma das panificadoras mais tradicionais da cidade, a Nossa Senhora de Fátima, “o segmento de panificação melhorou muito com o passar do tempo e um d…

Open

Imagem
XVI Brasil Open de Taekwondo Amapá arremata 27 medalhas do maior evento da America Latina
Curitiba sediou a 16ª etapa do Brazil Open de Taekwondo, evento que envolve mais de 1.500 atletas nacionais e internacionais. A competição, promovida pela Confederação Brasileira de Taekwondo com o apoio da Federação Paranaense de Taekwondo e Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC). Amapá participou deste grande evento, com a maior equipe já levada para um evento nacional. Foram 25 atletas no total, sendo que todos os atletas medalharam: foram 14 medalhas de ouro, 6 de prata e 7 de bronze. O destaque na competição foi a atleta Elaine Tavares que suou para trazer a medalha de ouro na modalidade de luta e bronze na modalidade de poonse. O presidente da Federação Amapaense de Taekwondo, Maciel Junior declarou que é importante para um atleta participar de eventos desta categoria principalmente onde se encontram grandes nomes da modalidade na…