Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

CAPA DA EDIÇÃO 398

Imagem

EDITORIAL

Imagem
EDITORIAL------------------------------

É carnaval, cuidado

O carnaval está às portas e a preocupação de muita é uma só: Como ficar protegido da violência durante os dias de festa? De um lado a folia, bailes de salão, desfiles de blocos, escolas de samba, a banda, festas de rua, enfim, é carnaval. Do outro, está a bandidagem esperando a melhor oportunidade para atacar o frágil cidadão, exposto e desavisado. 
A polícia já avisou que vai estar presente e peso nos eventos principais, mas será o bastante? Se cobre um lado e se descobre outro. Segundo a própria PM, metade do efetivo está fora do quartel para cumprir expediente em gabinetes refrigerados. Garantem que pediram para que todos retornassem. Se isso acontecerá há tempo não se sabe. 
Câmeras de segurança irão monitorar o palco da folia de Momo, o sambódromo. A concentração de militares será maior por lá. A verdade é que a população está com medo e não dá dois passos para frente sem olhar para trás e para os lados. Alguns já se assusta…
Imagem
•Goiabal
No momento em que os leitores leem a coluna, estou em Goiabal, distrito de Calçoene. Chegar aqui é uma verdadeira aventura. A estrada, de apenas 22 quilômetros que separam a praia da sede do município, parece uma eternidade. Os 51 milhões que o governador aplicou no Ramal do Bacabinha seriam melhor aplicados aqui. O local tem potencial agrícola e turístico. É um paraíso na terra.



•A bunda
É carnaval. E certamente um personagem será reiteradamente visto nesta época. Senhoras e senhores, eu falo dela. Dela que, de tão influente, já estendeu seus domínios às mais altas esferas da vida pública. Não há uma só manifestação em que ela não esteja ali, insuflando multidões com sua palidez robusta, difundindo ideais de uma sociedade para quem o mundo virou as costas, e que agora repete o gesto para que todos saibam com quem é que estão se metendo. Senhoras e senhores, sabeis de quem eu falo. Eu falo dela que também no esporte já deu o ar de sua graça. Nos torneios de tênis, entre uma bola…

POLITICA LOCAL

Imagem
ALAP

Projeto  de Lei isenta de taxas  de fiscalização o  agricultor
Projeto de Lei do Deputado Zezé Nunes valoriza o Agricultor Familiar Amapaense
O deputado Zezé Nunes, do Partido Verde, apresentou na ultima sexta-feira, 21, na Assembleia Legislativa do Amapá, o Projeto de Lei nº 0015/2014, que isenta da taxa de fiscalização e serviços diversos, o Agricultor e empreendedor familiar Rural, ou suas organizações, detentores de Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiares (DAP) e enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), de que trata a Lei Federal nº 11.326, de 24 de Julho de 2006.
Para o autor da propositura, deputado Zezé Nunes, o objetivo do Projeto é beneficiar os agricultores amapaense garantindo a inserção da taxa de serviço para emissão da Nota Fiscal. A lei especifica que todos os agricultores que possuam a Declaração de Aptidão ao Pronaf, documento que identifica o agricultor como familiar, bem como …

GARRAS DO FELINO

Imagem
Irresponsabilidade
Acompanhantes de pacientes que procuraram atendimentos no HE devem ter atenção redobrada. Segundo denúncia, os servidores estavam sendo obrigados a ministrar medicamentos com data de validade expirada. É a saúde de primeiro mundo do Camilo. Onde está a ética do profissional que se submete a esse tipo de ordem?

Espectro
Ano eleitoral e a Polícia Federal inicia ronda por repartições públicas. Na quinta-feira, 27, a Seinf foi visitada pela PF. Quantas mais secretarias serão? Pule de 10 é a SESA. E você o que diz?

Imagina se não fosse
A empresa que aluga carros para a administração municipal sofreu um bombardeio midiático, acusada de ser apadrinhada do Prefeito Clécio. Vários motoristas entraram em contato com a redação do Tribuna para reclamar - pasmem! - de três meses de salários atrasados. Pelo andar da carruagem chegará ao quarto. Pague, prefeito, os motoras também comem e pagam contas.

Pizza
O Ministro Luís Roberto Barroso disparou o tiro de misericórdia, dado da forma ma…

Geração "Nem-Nem"

Imagem
Geração "Nem-Nem"
Tragédia anunciada
Régis Sanches regis.sanches@yahoo.com.br

Filho de pais separados, Marlon Ferreira Sobrinho, aos 26 anos, ainda mora com a mãe, em Santana. Maria Lucia Ferreira Sobrinho é empregada doméstica, ganha salário mínimo. Marlon nem estuda, nem trabalha. Para suprir as necessidades básicas, se arranja com alguns bicos: lava e toma conta de carros. Como se dizia antigamente, Marlon vive "à bangú", faz um biscate, aqui, outro acolá. Caçula, ele destoa de seus cinco irmãos, todos casados e empregados. "Moro sozinho com a minha mãe, eu cuido da casa", resume.

Houve um tempo em que Marlon frequentou a escola. Mas parou na quinta série, e diz não ter motivação para retomar os estudos. "A minha mãe bem que insiste. Mas não tenho vontade de estudar. Quanto ao emprego, nunca me interessei em procurar", admite.
Questionado sobre o projeto de vida, Marlon responde que é necessário estudar. Porém, "parado" há mais de oito…

Tráfico humano

Imagem
Tráfico humano Amapá é uma das rotas
REINALDO COELHO
O tráfico de pessoas, terceiro crime mais praticado pelas quadrilhas organizadas em todo o mundo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e de armas, faz cerca de 2,5 milhões de vítimas e movimenta aproximadamente 32 bilhões de dólares por ano, segundo o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).
Quem é são vítimas desse crime hediondo? São os jovens de baixa escolaridade, a maioria entre 16 e 25 anos, que viajam atraídos pela promessa de trabalhar, receber em euro e regressar quando quiser. O sonho de ganhar dinheiro, o embaraço das meninas que precisam se prostituir e o medo dos chefes das quadrilhas são os principais obstáculos para o combate aos traficantes. Quando conseguem voltar, os jovens não querem denunciar por vergonha e medo de represálias dos integrantes do esquema no Brasil.
CPI do Senado
No Congresso, uma Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado foi criada em 2011 para dar um norte para as políticas de c…

Vela de Urucuri

Imagem
Vela de UrucuriArma contra dengue não é rentável
REINALDO COELHO

Uma vela que serve como repelente natural de insetos, com eficiência comprovada no combate aos mosquitos transmissores da dengue e da malária, começou a ser produzida comercialmente no Estado do Amapá em 2007. 
A vela do urucuri, produzida a partir do caroço da palmeira de mesmo nome, foi pesquisada a partir de 1997 pelo Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa). O instituto obteve a patente do produto concedida pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). 
Industrialização  Em novembro de 2007 foi assinado um contrato entre Governo do Estado e a empresa incubada Anizart autorizando a produção e comercialização da vela, já licenciada pelo Iepa. A proprietária da empresa Anizart, Lisandra Cristina Hass, responsável pela licença e comercialização da vela do urucuri, destacou na época que o parceiro maior desta realização foi o Sebrae/AP, que prestava consultoria para a confecção d…

CAPA DO SEGUNDO CADERNO

Imagem
Imagem
"Tem várias ações que a Embrapa está trazendo para o Amapá, que são justamente para mostrar aos técnicos e aos produtores como devolver esse equilíbrio. Então o segredo para controlar essa ameaça sanitária e qualquer outra é o manejo integrado". Jefferson Costa - coordenador da Caravana Embrapa de Alerta às Ameaças Fitossanitárias


Esta semana entrevistamos Jefferson Costa, pesquisador, assessor da diretoria executiva da Embrapa Amapá e coordenador da Caravana Embrapa de Alerta às Ameaças Fitossanitárias, com foco no controle da lagarta Helicoverpaarmigera. Ele fala da vinda de técnicos ao estado para orientar agricultores amapaenses no combate a essa nova praga. Acompanhe a entrevista.

Isaias Silva

Tribuna Amapaense - Em que consiste e por quem é composta a caravana da Embrapa?
Jefferson Costa - A caravana da Embrapa foi uma iniciativa da diretoria executiva, para responder às ameaças sanitárias que estão chegando ao Brasil, especialmente uma ameaça chamada Helicoverpaarmigeraqu…

Infância e Adolescência

Imagem
Infância e Adolescência Comissariado de Santana intensifica ações  noturnas para educar e coibir abusos
O Comissariado da Vara da Infância e Juventude de Santana tem realizado deste o início do ano, campanhas educativas e fiscalizações em bares, lanchonetes, boates, danceterias e congêneres, em vista aos cuidados que esses estabelecimentos noturnos devem ter quanto à permanência, consumo de bebida alcoólica e outras ameaças e riscos a que estão expostos os adolescentes do município santanense. 
Em  mais uma dessas ações, foram distribuídos panfletos e cartazes informativos de prevenção e advertência. Por ocasião das fiscalizações, que aconteceram sempre nos fins de semana, no período noturno até madrugada, as operações contaram com o apoio da promotoria de Justiça, Delegacia da Infância, Conselho Tutelar, Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, Bombeiros, Polícia Militar e outros órgãos de Santana.
Com  essa força tarefa, pelo menos 34 adolescentes foram apreendidos por estarem em estabelecim…

ARTIGO DO TOSTES

Imagem
JOSÉ TOSTES

A visão metodológica do Planejamento urbano
O planejamento constitui um processo que visa analisar os conflitos inerentes as diversas questões urbanas de ordem social, espacial, cultural, econômica e ambiental. Não é um processo finalizado por onde a cidade deve traçar seus passos para alcançar uma proposta de desenvolvimento, é, sobretudo, um trajeto dialético, e como tal, deve estar de acordo com os interesses de várias coletividades, e deve, também, ser periodicamente revisado, para que os conflitos entre gerações distintas sejam pesados durante a construção da cidade (HARVEY, 2006.). É inegável que todo o conjunto da problemática urbana tem a sua maior referência na revolução industrial, é no advento do processo de industrialização, que o capitalismo é alçado como o motor das transformações urbanas contemporâneas. A industrialização decorre de todo processo de fortalecimento do interior da vida urbana e gerador do estágio atual das cidades aos moldes atuais definidos par…

Comércio Informal

Imagem
Comércio Informal Ocupação do entorno do Canal da Mendonça Junior
REINALDO COELHO
O Amapá é um dos Estados brasileiros que mais recebe migrantes, concentrados na capital Macapá e no município de Santana. O efeito imediato é a pressão nos serviços públicos e solo urbano não acompanhado pela expansão da infraestrutura necessária. Um dos casos mais polêmicos na cidade de Macapá é o da ocupação do entorno do Canal da Mendonça Júnior pelo comércio informal, o que vem ocasionando uma série de reflexos de caráter ambiental e urbanístico, como: poluição das águas, restrição ao passeio público, contaminação alimentar etc.

 De acordo com o IBGE (2010), o Amapá apresenta 669.526 mil habitantes, destes, 398.204 mil estão concentrados na cidade de Macapá. Para isso a ocupação urbana da capital amapaense tem sido intensa e desordenada.

O grande número de imigrantes, e principalmente sem capacitação profissional e educacional tem levados ao inchaço da periferia urbana e a proliferação do comercio informa…

NA BATIDA DO TAMBORIM

Imagem
Tica Lemos
Afoxé do Formigueiro comemora  20 anos na quarta de cinzas

"O Afoxé do Formigueiro é como a Fênix que renasce das cinzas, reabastece com o caldo, se sacode no trio elétrico e vai se unir ao Caldeirão do Pavão". Assim define Eri Milhomem, um dos organizadores do bloco Afoxé do Formigueiro, que este ano completa 20 anos de muita disposição para esticar o carnaval amapaense na quarta-feira de cinzas.
Tudo começou em fevereiro de 1994, quando amigos e moradores do Formigueiro, a primeira denominação do bairro que fica atrás e nas mediações da Igreja Matriz de São José, no começo da Vila de São José de Macapá, em 1758, retornavam do encerramento do carnaval e ainda cheio de energias decidiram transformar a quarta-feira de cinzas, no prolongamento do carnaval.
" E, quando termina aqui, no Formigueiro, vamos nos unir com a rapaziada do Caldeirão do Pavão e a festa continua", narra Eri Milhomem, responsável pela distribuição de abadás e caldo de legumes com mocotó a…

ATLETAS DE PONTA

Imagem
Mesatenistas do Amapá Amapaenses disputam 'International Top 10'
Reinaldo Coelho




Mais uma vez os atletas amapaenses  demonstram sua capacidade técnica em disputas nacionais. O mesatenismo  uma das modalidades que mais tem se destacado  nos últimos anos, revelando grandes nomes da modalidade e realizando investimentos  que resultam na vinda de técnicos com curriculam internacional e medalhistas olímpicos que realizam treinamentos e capacitação desses jovens.
O ano de 2014 começa com a participação de três  mesatenistas locais, Katisa Lima, Caio Lobato e Djalma Del'Castillo,  em uma competição internacional que teve mais de 300 atletas concorrendo. É o 'International Top 10' que se realizará de 7 a 9 de março em Guadalupe. Os amapaenses conseguiram assegurar participação no 'International Top 10', após bom desempenho na seletiva do ano passado.
Nessa seletiva  Djalma faturou o primeiro lugar na categoria até 18 anos, e ele destaca que essa oportunidade lhe poss…

ESPORTE

Imagem
Paulo Marques assume Preparação Física do 'Peixe' Ousado cronograma de trabalhos deve ocorrer no período de carnaval Elcio Barbosa
Sem perder tempo, o presidente santista, Luciano Marba fez o anuncio que, o jovem Paulino Marques da Silva Neto 25 anos, assumiu a Preparação Física (PF) da equipe. O anuncio foi feito na segunda-feira, 24, na reapresentação do grupo ao treinador, Jason Rodrigues. Pois, o 'Peixe' é o legítimo representante do Amapá na Copa do Brasil deste ano. O adversário já está definido pela CBF, e trata-se do América-MG. Paulo Marques como gosta de ser chamado, assumiu a PF do Clube, após a desistência do titular, Ricardo Monteiro. O planejamento de trabalho físico seguirá o período carnavalesco. O 'Santos' estreia contra o E. C. Macapá, no estadual no dia 22 de março às 17h no estádio Zerão. A 1ª partida da Copa do Brasil frente ao América MG está marcada para o dia 2 de abril as 20h30 no estádio Zerão.
Entretanto, um ousado cronograma de trabal…